Frater Optimus e a Magia do Horário Nobre

Frater Optimus e a Magia do Horário Nobre

Frater Optimus

Nosso colunista, Frater Optimus, é um mago das antigas – tão das antigas que acha que a televisão é mais importante do que a internet! Em suas colunas semanais, ele destila todo seu mau humor, reclamando das agruras de ser um ocultista nos dias de hoje.

O assunto dessa semana, como não podia deixar de ser, é o destaque que algumas “bruxas” estão recebendo na televisão!


Era só o que me faltava. Como se não bastassem as bruxas da Internet, essa onda de abraçadores (e abraçadoras) de árvores e as pseudocelebridades que estão por aí se maketeando como bruxas, agora tem mais essa. Até então esse fenômeno parecia estar confinado a subcelebridades da Internet e a músicos que ninguém conhece. Ninguém muito relevante. Mas agora a coisa está para mudar. Essa palhaçada está se alastrando para onde realmente importa: a televisão.

É na televisão que as coisas acontecem. É quando as coisas vão para a televisão que viram assunto na padaria, no mercadinho, na lotérica. Você pode achar que a Internet é o futuro, mas a televisão ainda é o presente. E as bruxas espalhafatosas estão indo para a televisão.

Foi uma sequência de notícias. Primeiro, a mocinha da novela das 9 revelou que é bruxa e que faz rituais de sangue e fertilidade. As senhoras que frequentam a igreja ficaram horrorizadas, mas é claro que ninguém parou de ver a novela por causa disso.

Logo em seguida, apareceu uma outra moça, dessa vez uma desconhecida (bom, eu não conheço, mas esse pessoal que assiste novela deve conhecer), com a cara toda suja de sangue. Sangue dela, menstrual. (Ou tinta guache, vai saber.) Consigo até imaginar o agente da moça ligando para ela no meio da madrugada e falando:

Olha só, surgiu uma oportunidade para você aparecer no jornal. Esfrega um pouco de sangue na cara, decora um discurso qualquer de sagrado feminino, e diz que essa é sua espiritualidade, alguma coisa assim. Sei lá, quanto mais maluco melhor. A moça da novela das 9 está fazendo exatamente isso e está dando super certo! Você vai ser uma estrela! Faça o que eu digo que você vai se dar bem!

É claro que eu não sei se foi assim que aconteceu, e talvez a moça em questão realmente leve essas coisas a sério. Mas é exatamente essa a situação que eu imagino; não consigo evitar.

E agora, poucos dias depois, vem a verdadeira bomba: teremos uma “bruxa” na próxima edição do Big Brother.

É isso mesmo, meus caros leitores. Para a surpresa de alguns de vocês, o Big Brother ainda não acabou. E parece que essa edição será a pior de todos os tempos, pelo menos para nós. Um motivo de vergonha para nossa tão desrespeitada categoria.

Veja bem, eu não tenho nada contra uma bruxa estar em exposição no horário nobre da televisão. O problema é que… não dá para chamar de bruxa.

O que todas essas mulheres estão demonstrando publicamente (e que não reflete, necessariamente, suas práticas privadas) é uma espiritualidade rasa e sensacionalista. Coisa de quem quer aparecer, mesmo. Não é muito diferente de pendurar uma melancia no pescoço, e também não é muito diferente do que fazem as bruxas da internet. Em tempos de intolerância religiosa, sacrifícios satânicos e outros problemas correlatos, o que nossa categoria menos precisa é de gente que suje nossa imagem.

E vai sujar, não tenha dúvidas. Veja essa bruxa do Big Brother, por exemplo. Parece que ela, além de se dizer “bruxa”, é conhecida como “a maluca dos signos”, faz “poções do amor”, e acredita que seu pai é um reptiliano. Eu francamente não sei como uma pessoa como essa bruxa do big brother vai se sair na televisão, com sua intimidade escancarada, em um programa cuja edição se esforça para ridicularizar todos os participantes.

Se é para algum representante das artes mágicas ficar em evidência na televisão, eu preferiria que fosse uma pessoa sensata, sem carência de atenção e com um discurso articulado. Mas parece que sensatez e estabilidade emocional não são características muito procuradas pela televisão. Então é isso que nos aguarda: a bruxa do Big Brother. Nossa imagem pública está prestes a sofrer mais um grande golpe.

Na melhor das hipóteses, preparem-se para ouvir mais piadinhas nos próximos tempos. Na pior, preparem-se para mudar a cor do cabelo e fugir do país.

Para concluir, um pensamento doloroso que me atingiu. É possível que essa bruxa do Big Brother me force a fazer uma coisa que eu nunca fiz antes: interagir com um programa de televisão, possivelmente pagando por isso. Porque você pode ter certeza que, assim que essa moça for para o tal do paredão, eu serei o primeiro a ligar para a Globo e votar pela sua eliminação. Isso me dá desgosto só de pensar, mas é a melhor cartada nesse jogo perdido.

Posts relacionados

Tags:, ,
Post anterior Próximo post